The 100 se tornou uma das melhores séries da TV e você precisa admitir isso

0

Quando estreou em 2014 na CW como uma série teen, The 100 não conseguiu agradar o público de primeira. Muitos até gostavam das intrigas jovens bobinhas, dos efeitos especiais sempre bem feitos, porém poucos eram os que notavam o real potencial da trama por trás de todo o drama simplão. 

Foi só quando a segunda temporada estreou, que a série começou a ser notada pelos mais atentos, que começou a ser dissecada por seu enredo rico e apreciada por seus nuances. O básico: 100 jovens criminosos, que residem numa nave espacial chamada de Arca, são enviados à Terra 100 anos após um desastre nuclear que dizimou a população humana.

A trama inicial pode parecer interessante por si só, mas esse não é o ponto principal da série. The 100 consegue surpreender por entregar uma história rica e bem escrita, com personagens notáveis e memoráveis, fazendo com que o espectador se identifique com pelo menos alguma característica de algum, além de uma trama que surpreende e se supera ao passar dos episódios.

Aqui não existe mocinhos ou vilões, todos são colocados no mesmo patamar: o de apenas humanos. As decisões tomadas pelos personagens são sempre carregadas de sacrifícios, sendo esses muitas vezes pessoais, o que torna tudo mais real para quem assiste. Aqui todos são testados até o seu limite, e quando chegam no seu limite, aí são testados mais uma vez.

A série também se preocupa em representar pessoas reais, sendo a protagonista uma mulher bissexual, colocando personagens negros em destaque e até mesmo mostrando histórias sobre deficiência física e depressão. O mais legal de tudo isso, é que no mundo construído por The 100, nada disso importa. As pessoas são pessoas, e seu gênero, sexualidade e etnia é só uma parte de quem elas são. Ninguém questiona isso, assim como deveria ser no mundo real.

Em 2016, a série sofreu inúmeras críticas e boicote por parte de alguns fãs após matar alguns de seus personagens favoritos. Os produtores poderiam ter seguido pelo caminho mais fácil, ouvir os fãs e fazer exatamente o que eles queriam, o conhecido fanservice. Mas eles simplesmente apostaram em sua ideia criativa e entregaram o que se tornaria a melhor temporada da série, a quarta, elogiada pela crítica e principalmente pelos fãs. A temporada conseguiu colocar 3 episódios entre os 5 mais bem avaliados no iMDB. Até a Forbes, a conceituada revista norte-americana, literalmente deitou para a série e rasgou inúmeros elogios ao episódio final e seu cliffhanger bem articulado.

Com a chegada da 5ª temporada em 2018, o desafio dos produtores não é mostrar que eles podem fazer algo notável e coeso, a gente já sabe disso. O maior desafio para a equipe criativa da série, vai ser conseguir manter o nível ou até mesmo superar o que já foi entregue nas temporadas anteriores.

Se você começou The 100 e desistiu ainda nos primeiros episódios, calma! Dá mais uma chance e eu te prometo que você não vai se arrepender. Agora é mais do que hora da gente admitir que sim, The 100 é uma das melhores séries de TV atuais. E a gente precisa começar a tratá-la como tal.

COMPARTILHE
Apaixonado por cinema, seriados e literatura. Quando criança queria ser astronauta, e hoje vive no mundo da lua.