[RESENHA] Meu Coração e Outros Buracos Negros

0

É sempre um prazer falar de um livro que a gente gosta de verdade, e qual foi minha surpresa em ler “Meu Coração e Outros Buracos Negros” e já poder listá-lo como um dos favoritos da vida.

Sinopse: Um tema amargo, mas necessário. Em Meu coração e outros buracos negros, a estreante Jasmine Warga apresenta aos leitores um romance adolescente que aborda, de forma aberta, honesta e emocionante, o suicídio. Aysel, a protagonista, enfrenta problemas com a família e os colegas de escola, como tantos jovens por aí, e, aos 16 anos, planeja acabar com a própria vida. Mas quando ela conhece Roman num site de suicídio, em busca de um cúmplice que a ajude a planejar a própria morte, num pacto desesperado, a vida dos dois literalmente vira de cabeça para baixo. Aos poucos, Aysel percebe que seu coração ainda é capaz de bater alegremente. E ela precisará lutar por sua vida, pela vida de Roman e pelo amor que os une, antes que seja tarde.

Escrito por Jasmine Warga, o livro narra em primeira pessoa a história de Aysel, uma adolescente que lida com as consequências criadas por seu pai, a qual temos conhecimento de ter cometido um crime horrível e estar preso por isso. Apesar de sofrer de depressão, Aysel tenta levar sua vida o mais normalmente possível. Em seu emprego, um dos seus hobbies é visitar sites para encontrar parceiros de suicídio, e é numa dessas investidas que descobre a pessoa perfeita, o jovem e também depressivo Roman.

A medida que a história engrena, assim como o relacionamento dos dois, descobrimos os motivos pelos quais ambos acreditam que devem ter a vida interrompida. A escritora acerta em criar toda uma trama familiar e pessoal para cada personagem, fazendo com que você se sinta representado por eles, e compreenda um pouco a dor de cada um.

“Será que é assim que a escuridão vence, convencendo-nos a prendê-la dentro de nós, em vez de jogá-la fora?
Não quero que ela vença.”

A escrita é leve e fácil de ler, e apesar de ser um livro que se passa em um período curto de tempo, a gente termina com a sensação de ter passado uma vida inteira com esses personagens, vivendo seus dramas diariamente. É angustiando em alguns momentos ver duas pessoas tão novas desistindo da vida. A gente torce para que eles consigam encontrar a felicidade um no outro, porque apesar de suas dores, eles tem sonhos e almejam alcançar inúmeras coisas assim como todo jovem.

Apesar de suicídio ser um tema bastante discutido atualmente, poucas são as obras que conseguem falar sobre com responsabilidade e experiência, e eu acredito que Meu Coração e Outros Buracos Negros é uma dessas.

Essa com certeza foi uma das minhas leituras favoritas do ano até agora, e não é atoa que se tornou um dos meus livros favoritos de todos os tempos. Um ótimo suspiro de ar fresco em tempos de 13 Reasons Why.

CRÍTICA
Meu Coração e Outros Buracos Negros
COMPARTILHE
Apaixonado por cinema, seriados e literatura. Quando criança queria ser astronauta, e hoje vive no mundo da lua.