[RESENHA] Melhores Amigas

0

Melhores Amigas explora o lado pouco florido da amizade junto aos problemas e ambições de jovens chegando aos 30 anos.

melhores amigas

Título: Melhores Amigas
Título original: Friendship
Autora: Emily Gould
Ano de publicação: 2017
Páginas: 256
Editora: Rocco
Comprar: Amazon l Saraiva

Amigas há anos, Bev e Amy chegaram aos trinta e não tem um rumo certo para suas vidas. Bev tomou uma má decisão ao abandonar a carreira em Nova York e ir viver com o namorado em Wisconsin. Agora corre atrás de empregos temporários para pagar as contas no apartamento que divide com outras duas colegas. Amy foi famosa por um tempo enquanto trabalhava em um site de fofocas, mas agora odeia o que faz no emprego atual.  Quando se conheceram tudo parecia promissor, mas agora, perto dos 30, ambas só querem sobreviver as manobras do destino.

É preciso dizer que a capa foi uma grande influenciadora na escolha desse livro. Tudo indicava que seria um enredo cheio de reviravoltas e situações divertidas proporcionadas pela desfortuna do destino. Imagine a surpresa ao descobrir que não era nada disso.

A história de amizade de Bev e Amy é explorada do modo mais natural e cru possível. De maneira que muitas vezes questionei se elas eram mesmo tão boas amigas ou apenas queriam a companhia de alguém cujo sofrimento era maior que o seu.  Até um ponto esse estilo de escrita trouxe bons benefícios, como a veracidade nos personagens e os altos e baixos muito próximos aos problemas da vida real.

– Como tem coragem de dizer isso? Você tinha ciúme sim.

– Talvez, às vezes. Mas definitivamente não tenho agora. Mas já chega, tá?  A gente não precisa se sentir superior uma à outra. Esse não é o sentido da amizade, Amy. Talvez seja para você, sei lá, mas não é para mim.

A narrativa é cansativa, tanto que me arrastei durante quase todo o livro. Salvam-se os trechos em que a autora volta no tempo para explicar o momento do agora. Os capítulos curtos e os poucos diálogos carregaram a leitura e não pude absorver com naturalidade.

Melhores amigas trouxe uma boa reflexão sobre amizades, mas não atendeu as minhas expectativas. Ainda que de forma positivamente inesperada, teve um desfecho corrido, sem fluir muito bem. Por fim, a leitura não foi de todo mal e carrega ótimos ensinamentos sobre a vida adulta e representações verdadeiras sobre a mulher atual.

CRÍTICA
Melhores Amigas
COMPARTILHE
Uma jornalista em preparo sempre acompanhada de um bom livro, um bom filme ou uma boa série.